Instituto
Instituto
Instituto

projeto

Incubadora de Cooperativa
versão 1.02 (novembro/2000)


Download deste projeto
     texto em formato .DOC (MS Word 97) de 62KB, compactado com 43KB





Introdução

     No constante trabalho por uma sociedade mais digna, não basta dar o conhecimento, tem que repensar constantemente em fórmulas para o cidadão sobreviva e viva com dignidade.
     A exclusão social é muito acentuada, não basta ter um ensino público de qualidade, se os excluídos não freqüentam por estar trabalhando ou por não ter condições de ir a escola.
     Numa sociedade onde a globalização obriga o trabalhador especializar-se cada vez mais e estar em constante atualização, os pobres ficam cada vez mais a margem da sociedade.
     Neste contexto, um grupo de educadores e alunos da USP, fundaram o Instituto de Ajuda ao Aluno Carente , uma entidade com a finalidade de atuação constante na sociedade.
     O Instituto de Ajuda ao Aluno Carente , para combater a exclusão dos pobres, viabiliza formas dos pequenos unirem-se para juntos serem grandes, viabiliza suporte e conhecimento para caminharem com inteligência e segurança, e viabiliza o empreendedorismo para quem passou parte da vida a margem da sociedade, tenha empenho em criar novas oportunidades. Para isto ocorrer, desenvolveu o projeto Incubadora de Cooperativas , um movimento de pessoas interessadas, de educadores, de técnicos, e de alunos, atuantes nos problemas sociais e que tem críticas a sociedade atual no Brasil, um projeto que aspira a preencher uma espécie de abismo existente entre o pobre e a cidadania, que é excluída dos benefícios da sociedade, assim não podendo usufruir a cidadania, e tornando-se a maior vítima da injustiça social.

Objetivo

     Estimular a formação de cooperativas populares com excelência tecnológica, segundo os moldes da ITCP-USP (Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da Universidade de São Paulo), integrando profissionais de formação técnica com profissionais semi qualificados e não qualificados, assim possibilitando tanto produtos e serviços de qualidade profissional dos futuros associados.
     Estimular uma política social de combate ao desemprego, de legalização de serviços e de produtos e estímulo a união e mercado consumidor.

Método

     Preparar estudantes, interessados e grupos já organizados, utilizando o método e o material do ITCP-USP, para liderarem em novas iniciativas de cooperativas e para auxiliarem no encaminhar dos associados de suas cooperativas.
     O método preza pela integração e valorização de seus membros, dando ênfase na opção da futura ação cooperativa como opção profissional, de vida social e felicidade.
     Este método estimula também o associativismo das cooperativas, criando um mercado cativo, facilitando comercializações e estimulando o crescimento dessas cooperativas.
     Criar uma rede de cooperativas com orientação técnica Instituto de Ajuda ao Aluno Carente, através do projeto Incubadora de Cooperativas, que estimula a criação de fundo de caixa mútuo para investir em novas cooperativas ou modernização das cooperativas associadas.

Público Alvo

     O Público alvo está principalmente focado nos técnicos recém formados, nos estudantes que tem grande empolgação, nos grupos organizados, alunos e associados dos outros vários projetos do Instituto de Ajuda ao Aluno Carente, grupos de atividades afins, e associados de entidades como sindicatos e associações.

Orientação Técnica

     O Instituto de Ajuda ao Aluno Carente tem disposto seu corpo técnico para orientação técnica, ideológica e prática para a formação e acompanhamento deste embriões de cooperativas.

Projetos

     Durante o ano de 2000, foi realizado o primeiro trabalho com os associados do Sind-Vest (sindicato do vestuário de Santos) com verba do FAT. Para o início do ano de 2001 estão sendo preparados os projeto de cooperativa de rádio popular e cooperativa de professores e profissionais universitários para a prestação de serviços.

Objetivos

pesquisa científica, formação e extensão universitária dirigida para a sociedade.

Responsabilidade

     No projeto Incubadora de Cooperativas, a responsabilidade pelo incentivo, pela informação, pela preparação, e pelo acompanhamento das cooperativasdo é muito importante, pois ao trabalhar com o ser humano, não podemos criar ilusões, e dar esperanças falsas. A responsabilidade é mostrar aos associados das cooperativas como preparar um projeto de vida, as possibilidades que melhor agradam e lhe melhor encaixam no perfil, mostrar a situação atual e as possibilidades que tem para percorrer para chegar no alvo pretendido, e mostrar que durante a vida temos que aproveitar as várias experiências e temos que persistir para amadurecer cada vez mais e muitas vezes refletir sobre os novos projetos de vidas a seguir.
     Há também a responsabilidade de preparar os associados para uma melhor cristalização do senso crítico, do senso de análise, do senso de cidadania, do senso de parte formadora da sociedade eclética que estamos e do senso das várias portas existentes para alcançar a felicidade.
     As travam pré-conceituosas, de auto-rejeitação e desacreditamento pessoal que caracterizam a maioria dos pobres, tem que ser trabalhadas cuidadosamente para desenrolarem para um caminho que as desfaçam.
     O comprometimento da projeto Incubadora de Cooperativa vai além de cristalizar o associado para trabalhar em união, pois há um acompanhamento das cooperativas, pois o abandono desta cooperativa e seus associados após tantas expectativas, seria criar uma ilusão, já que no contato da dura realidade, poderia provocar um retrocesso.
     As discussões técnicas e o movimento de auto-formulação do projeto, são características importantes para adequação de novas interpretações e abordagens para o melhor desenrolar do projeto, com uma grande rediscussão constante com o grupo de colaboradores e técnicos.

Agentes da cidadania

     Os agentes são aqueles que incorporam o projeto Incubadora de Cooperativas e lutam por ele, e se dedicam ao ponto de estudar, pesquisar e aperfeiçoar-se para suprir as necessidades do projeto. São pessoas que vem a sociedade com um viés menos individualista, mais comunitário, e na nossa sociedade são uma minoria.

Relevância

     Os projetos sociais, como o terceiro setor, estão em alta atualmente. Tanto setores públicos como privados estão apoiando associações e projetos de cunho social. As empresas privadas já reconheceram a importância destes e em parceria estão conseguindo muitos benefícios para a sociedade.


____________________________________________
Página criada em MAIO/26/2000     
Desenvolvido por Marcos Henrique Achado     e@mail: administrador@instituto.org.br
____________________________________________